Sem os médicos cubanos Milhões de brasileiros pobres ficam desamparados (+Vídeo)

AS VITÓRIAS DA REVOLUÇÃO CUBANA E AS PRIMEIRAS DERROTAS DE BOLSONARO

BRASILCUBAMEDICOS
Mais de 3000 cidades brasileiras podem passar, da noite para o dia, a enfrentar um cenário de desastre decorrente da sandice da diplomacia bolsonariana, recheada de falsas polêmicas e lugares-comuns, sendo o compromisso com o povo o menos dos propósitos. O anúncio desse quadro que faz são a Federação Nacional de Prefeitos (FNP) e o Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (CNPS).
pueblo mais médicos
A história de Cuba e seu esforço em distribuir médicos pelo mundo é a prova maior de seu compromisso com a justiça internacional e com a solidariedade entre os povos. São vitórias trazidas pela Revolução Cubana que se tornaram patrimônio do país e respeitado por todos os que um dia receberam sua assistência. Mas isso não significa subordinar-se aos ditames do primeiro manda-chuva que aparece querendo impor condições para a manutenção do programa sem pensar nas catastróficas consequências de seu encerramento (o que, na prática, é o que deve ocorrer).

Diante disso, no esforço de desmistificar o discurso de Bolsonaro acerca do tema, a página vem desconstruir as três “exigências” impostas pelo dito cujo para a permanência de Cuba no Programa Mais Médicos:

1. PROVA DE PROFICIÊNCIA
– Essa exigência não faz sentido. O convênio efetuado entre Brasil e Cuba, via OPAS, preconiza a prestação de serviços médicos. Os médicos não vieram voluntariamente “procurar emprego” aqui. Não há qualquer tipo de vínculo formal entre o governo brasileiro e os médicos cubanos. Eles vieram a trabalho, em missão, tendo sido escolhidos pelo governo cubano e estando sob responsabilidade deste;

2. SALÁRIO INTEGRAL PARA OS MÉDICOS CUBANOS
– Esse lenga lenga de salário integral também não faz sentido pela mesma razão. Os médicos não fizeram inscrições individuais no Mais Médicos. Foi Cuba que construiu o acordo e selecionou os médicos para virem ao nosso país. Eles vieram a serviço, mas trabalhavam pra Cuba, não pro Brasil. Além disso, o que recebem é ajuda de custo, e não salário. Na prática, o que Cuba fez foi exportar serviços médicos (o que costumeiramente faz, sendo uma das principais fontes de receita do país);

3. LIBERDADE PARA TRAZER AS FAMÍLIAS
– Esse, como os outros dois pontos, é mais um mito que não se sustenta em pé. Não há impedimento para que as famílias de cubanos venham ao Brasil ou possam se dirigir a qualquer outro país. Só que os familiares, obviamente, não virão junto com os médicos, que, como dito, vêm a serviço. A família só pode vir em voos particulares, e nem todos têm dinheiro (nem interesse). Mas sim, há diversos médicos cubanos com famílias no Brasil, seja vivendo ou tendo visitado nosso país.

Esse episódio dos médicos cubanos periga ser a primeira grande derrota de Bolsonaro. Não é apenas mais um episódio em que se diz qualquer sandice e que, a depender da repercussão se volta atrás. Cada vez mais vai chegando o momento em que o cara será dono da caneta. Aí não haverá tempo de voltar atrás quando novos desastres vierem a acontecer… #CubaCoopera #Cuba é paz, é amor e esperança

(Leon K. Nunes) Professor Paulo Guiraldeli Jr

Un comentario sobre “Sem os médicos cubanos Milhões de brasileiros pobres ficam desamparados (+Vídeo)

Responder

Introduce tus datos o haz clic en un icono para iniciar sesión:

Logo de WordPress.com

Estás comentando usando tu cuenta de WordPress.com. Cerrar sesión /  Cambiar )

Google photo

Estás comentando usando tu cuenta de Google. Cerrar sesión /  Cambiar )

Imagen de Twitter

Estás comentando usando tu cuenta de Twitter. Cerrar sesión /  Cambiar )

Foto de Facebook

Estás comentando usando tu cuenta de Facebook. Cerrar sesión /  Cambiar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.